Sexta, 20 de Maio de 2022
30°

Pancada de chuva

Cajazeiras - PB

Saúde Amazonas

RespirAR ultrapassa marca de 50 mil atendimentos em cinco meses de projeto

21/01/2022 às 20h20
Por: Redação de Plantão Fonte: Secom Amazonas
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas

Projeto do Governo do Amazonas funciona em mais de 10 unidades espalhadas pela capital

O projeto que vem recuperando pacientes acometidos pela Covid-19, inserindo-os em uma rotina de exercícios físicos, ultrapassou a marca de 50 mil atendimentos, em janeiro deste ano. Lançado pelo governador Wilson Lima, em agosto de 2021, o Projeto RespirAR é coordenado pela Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar) e pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), e funciona em mais 10 unidades espalhadas por toda a capital amazonense.

“Por determinação do governador Wilson Lima, o Projeto RespirAR foi criado para dar suporte aos que passaram pela Covid-19 e tiveram sequelas. O resultado deste acolhimento se traduz nos mais de 50 mil atendimentos realizados, em fisioterapia e atividade física que é ofertada de forma personalizada. Os resultados têm sido satisfatórios e tem provado que as ações do projeto proporcionam mais qualidade de vida aos amazonenses”, afirmou Neibe Araujo, coordenador do projeto RespirAR.

Um dado que evidencia a importância do projeto para a vida do amazonense é o crescimento de mais de 37% de atendimentos no mês de novembro, em comparação a outubro. Neste pico, 14.095 de consultas foram realizadas, o que beneficiou a qualidade de vida da população que passou pela contaminação e tratamento da Covid-19.

Pacientes que receberam alta após três meses de tratamento na Vila Olímpica, o casal Divanete Tavares e Remes Freitas falou sobre a importância do projeto; os dois agradeceram ao governo pelo suporte em suas vidas.

“Chegamos aqui muito debilitados, todas as atividades que fazíamos em casa era difícil, até um simples ato de varrer a casa era complicado, mas com a vinda do RespirAR nós conseguimos reverter toda a nossa situação. Agradeço ao governador Wilson Lima por esse projeto”, afirmou Divanete.

“Foi muito difícil, tive 95% do meu pulmão comprometido. Quando eu estive pela primeira vez no projeto RespirAR foi algo maravilhoso, porque até então as fisioterapias particulares eram caras. O projeto me acolheu de braços abertos e agradecemos o Governo do Amazonas, que nos proporcionou esse projeto para melhorar nossa saúde”, concluiu Remes Freitas.

Locais de atendimento – Os atendimentos são realizados nas Policlínicas, nos Centros de Atenção ao Idoso (Caimis), na Vila Olímpica de Manaus e os Centros de Convivência: Padre Pedro Vignola, no bairro Cidade Nova; do Idoso, no bairro Aparecida, zona sul; e Magdalena Arce Daou, no bairro de Santo Antônio, zona oeste.

Como participar – O paciente pós-Covid-19 atendido em qualquer unidade de saúde, após ser inserido na Central Unificada de Regulação e Agendamento de Consultas e Exames (Cura), recebe a autorização da consulta em fisioterapia ou atividade física para uma das 10 unidades do projeto RespirAR. Em seguida, o paciente é avaliado pelo profissional do projeto, que prescreve o melhor tratamento, enquanto a unidade executante define e agenda a quantidade de sessões a serem feitas com o paciente.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários