Sexta, 20 de Maio de 2022
29°

Pancada de chuva

Cajazeiras - PB

Amazonas

PC-AM cumpre mandado de prisão preventiva de envolvido em latrocínio de vigilante

21/01/2022 às 17h50
Por: Redação de Plantão Fonte: Secom Amazonas
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas

Crime ocorreu no dia 16 de junho de 2021, no bairro Nova Esperança

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), cumpriu na quinta-feira (20/01), mandado de prisão preventiva em nome de Thiago Lima Ferreira, conhecido como “Bolt”, de idade não revelada, investigado pelo latrocínio do vigilante Alexandre Maia Moreira, que tinha 41 anos. O crime ocorreu no dia 16 de junho de 2021, nas proximidades de uma construtora, localizada no bairro Nova Esperança, zona oeste de Manaus.

De acordo com delegado Adriano Félix, titular da DERFD, na ocasião do crime, Thiago estava na companhia de outro adolescente, naquela área da cidade, para cometer furtos, momento em que se depararam com o vigilante, que reagiu a ação criminosa e foi morto a pauladas.

“A vítima reagiu, foi atingida e morreu. Em seguida, os infratores fugiram levando o celular e o veículo da vítima. Demos início às diligências e identificamos os autores do crime”, disse Félix.

A autoridade policial contou que foi constatado que Thiago já estava preso em uma unidade prisional de Manaus, por outro latrocínio, onde a ordem judicial foi cumprida na quinta-feira.

“Ao ser interrogado, ele confessou o crime, porém acusou o adolescente de ser o autor das pauladas. Verificamos que o adolescente já se encontra apreendido em um centro socioeducativo”, relatou o titular da DERFD.

Ordem judicial – O mandado de prisão preventiva em nome do infrator foi expedido pela juíza Eline Paixão Silva Gurgel do Amaral Pinto, da Central de Inquéritos.

Procedimentos – Thiago responderá por este outro latrocínio e permanecerá na unidade prisional, à disposição da Justiça.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários