Sexta, 20 de Maio de 2022
30°

Pancada de chuva

Cajazeiras - PB

Política Passando a Limpo

Operação investiga grupo suspeito de desviar dinheiro público da Prefeitura de Dona Inês, na Paraíba

A empresa contratada é um posto de combustível cuja propriedade seria, em tese, da irmã do gestor apontado como líder do grupo criminoso investigado.

20/01/2022 às 10h15
Por: Redação
Compartilhe:

Uma operação desencadeada nesta quinta-feira (20) cumpre 14 mandados de busca e apreensão domiciliar nos municípios de Dona Inês, Solânea e Guarabira. A ação denominada Passando a Limpo investiga o ex-prefeito da cidade de Dona Inês, suspeito de desviar recursos públicos das prefeitura.

Os mandados foram expedidos com o objetivo de reunir provas que apontam para o desvio de recursos públicos, fraudes em procedimentos licitatórios, lavagem de dinheiro, entre outros ilícitos cometidos por grupo criminoso instalado no âmbito da Prefeitura Municipal de Dona Inês, no período compreendido entre os anos de 2017 e 2020.

De acordo com as investigações, existe um grupo criminoso responsável pela contratação de empresa para o fornecimento de combustível para a prefeitura de Dona Inês. Durante as investigações foram detectados documentos que atestam que a administração da empresa de combustível era realizada pelo próprio gestor municipal (até então, prefeito da cidade naquele período).

O portal g1 entrou em contato com o gestor João Idalino, mas não houve resposta.

A empresa contratada é um posto de combustível cuja propriedade seria, em tese, da irmã do gestor apontado como líder do grupo criminoso investigado. Conforme as investigações, ela possivelmente estaria na condição de “laranja”. Inclusive, procurações conhecidas nos autos registram a outorga de poderes da administração da empresa em favor do seu irmão (prefeito à época).

A ação é uma força tarefa do Ministério Público e da Polícia Civil da Paraíba, por meio da Promotoria de Justiça de Bananeiras, Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-PB) e da Delegacia de Combate à Corrupção.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários