Sábado, 04 de Dezembro de 2021
36°

Pancada de chuva

Cajazeiras - PB

Geral MAIS AUMENTO

Deputado pede fim de mandato de João Azevêdo após Cagepa propor aumento de 8,4% na conta de água

A Cagepa solicitou aumento de 8,4% na conta de água, para ser cobrado já em 2022.

22/11/2021 às 09h42
Por: Redação Fonte: Portal Sertão
Compartilhe:
Governador João Azevêdo
Governador João Azevêdo

O deputado Walber Virgulino (Patriota), usou sua rede social Instagram esta semana para pedir aos paraibanos o fim do mandato do governador João Azevêdo (Cidadania). Na sua postagem, o parlamentar pede a população que não vote com João Azevedo nas eleições de 2022, e justificou seu pedido por mais um aumento que segundo ele, será imposto aos paraibanos, que é o aumento na tarifa da água.

De acordo com Walber Virgulino, a Cagepa solicitou aumento de 8,4% na conta de água, para ser cobrado já em 2022, mesmo após o governador decretar estado de calamidade pública.

"E tome aumento!!! Você sabe qual a solução para essa esculhambação? Tirem o mandato dele em 2022", publicou o deputado.

Entenda

O Diário Oficial do Estado desse sábado (13), circulou com aviso de audiência pública, agendada para essa quarta-feira (17), onde a Cagepa vai discutir a possibilidade de reajuste nas tarifas de água e esgoto da Paraíba. O ‘aviso’ para o evento foi publicado no Diário Oficial pela Diretoria da Cagepa. Na audiência a Companhia deverá apresentar planilhas e dados sobre os custos e serviços oferecidos aos municípios paraibanos. O resultado do debate será levado à Agência de regulação do Estado (ARPB). O órgão vai aprovar, ou modificar, a proposta de reajuste apresentada pela Cagepa.

Veja postagem!

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Walber Virgolino (@walbervirgolino)

Portal Sertão

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários