Segunda, 18 de Outubro de 2021
27°

Poucas nuvens

Cajazeiras - PB

Geral ESSÊNCIA

O que é essencial?

O essencial é invisível aos olhos. Quem ama vê além da aparência física e é isto que ama: a essência. (Antoine de Saint Exupéry)

06/08/2021 às 10h37
Por: Redação Fonte: Margarida Araújo
Compartilhe:
Imagem ilustrativa (Internet)
Imagem ilustrativa (Internet)

O que é essencial e urgente nesta vida, antes da grande mudança que é a morte?

A morte e a vida não são inimigas, são irmãs, são amigas. Uma chegada outra partida, disse em seu poema Rubem Alves. São  partes do nosso desenvolvimento.  A vida nos acompanha desde a primeira respiração até a última e durante o percurso do viver, é uma companheira inseparável. 

 A morte é parte do viver, ela acontece em nós o tempo todo e não deveria assustar muitas pessoas.

Há quem não tenha medo da morte e até escolha seu Epitáfio (palavra que vem do grego “epitáfios” e significa “sobre túmulo”). Esse termo faz referência às frases que são gravadas nas placas de metal ou mármore que são colocadas sobre os túmulos, ou mausoléus nos cemitérios, com o objetivo de homenagear a pessoa que nele se encontra sepultada. Por vezes são escolhidas pela pessoa falecida, antes de morrer.

Eu já escolhi meu Epitáfio e creiam, é lindo, é um trecho da música de Lulu Santos que diz: “Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia. Tudo passa tudo sempre passará”. 

Então, não é lindo? E ainda nos faz refletir sobre a certeza que temos nesta vida, que é a mudança, pois a morte não é o fim e sim uma mudança para a vida espiritual.

A verdade é que um dia faremos essa mudança, mas todos os outros dias são dias para se viver intensamente, da melhor forma possível, para poder dizer como Neruda: “Sei que vivi”.

A música Epitáfio do Grupo de rock “Titãs” é um hino à vida e nos lembra o que é essencial e urgente, que não devemos esquecer enquanto vivermos.

“Devia ter amado mais                                      

Ter chorado mais

Ter visto o sol nascer

Devia ter arriscado mais

E até errado mais

Ter feito o que eu queria fazer

Queria ter aceitado

As pessoas como elas são

Cada um sabe a alegria

E a dor que traz no coração

O acaso vai me proteger

Enquanto eu andar distraído

O acaso vai me proteger

Enquanto eu andar

Devia ter complicado menos

Trabalhado menos

Ter visto o sol se pôr

Devia ter me importado menos

Com problemas pequenos

Ter morrido de amor

Queria ter aceitado

A vida como ela é

A cada um cabe a alegrias

E a tristeza que vier.”

Carpe diem

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários