Terça, 28 de Setembro de 2021
24°

Poucas nuvens

Cajazeiras - PB

Esportes OLIMPIADAS

Goleiro paraibano brilha nas penalidades e Brasil avança para final das Olímpiadas

Para a partida, o técnico André Jardine precisou fazer uma mudança no time titular.

03/08/2021 às 16h01 Atualizada em 03/08/2021 às 16h48
Por: Redação
Compartilhe:
Para a partida, o técnico André Jardine precisou fazer uma mudança no time titular.
Para a partida, o técnico André Jardine precisou fazer uma mudança no time titular.

O goleiro Santos foi o grande herói nas penalidades, defendendo a primeira cobrança do México, que ainda desperdiçou a cobrança seguinte e só fez uma. Dani Alves, Martinelli, Bruno Guimarães e Reinier fizeram e garantiram a vitória.

Para a partida, o técnico André Jardine precisou fazer uma mudança no time titular. Após não se recuperar a tempo de lesão, o atacante Matheus Cunha deu lugar a Paulinho, ex-Vasco e atualmente no Bayer Leverkusen.

No primeiro tempo, o domínio foi do Brasil, que teve as melhores oportunidades. Uma delas com o capitão Dani Alves, que cobrou falta com bastante perigo, mas o goleiro Guillermo Ochoa fez grande defesa.

O México também chegou com perigo e teve a melhor chance da primeira etapa, aos 45 minutos, com Antuna, que recebeu bola livre na área, finalizou, mas o zagueiro brasileiro Diego Carlos tirou, mandando para escanteio.

Antes, aos 27 minutos, o Brasil chegou a ter um pênalti marcado a seu favor, depois de Esquivel atropelar Douglas Luiz dentro da área, mas após revisão no VAR o árbitro cancelou a marcação.

O segundo tempo foi bem menos movimentado, mas o Brasil manteve a sua superioridade e teve maior posse de bola. A melhor chance foi com Richarlison, aos 36 minutos, que acertou cabeçada na trave.

Com o 0 a 0 persistindo no placar no tempo regulamentar, a partida foi para a prorrogação. No tempo extra, o Brasil ficou com a bola na maior parte do tempo, mas não conseguiu tirar o zero do placar.

Situação do campeonato

A seleção olímpica do Brasil disputará a sua quinta final em Jogos Olímpicos, a terceira consecutiva, já que em 2016 venceu a Alemanha, no Maracanã, e conquistou a medalha de ouro inédita com Neymar e cia.

Até aqui no futebol masculino, o Brasil tem seis medalhas: uma de ouro, três de prata e duas de bronze.O México, por sua vez, caiu pela segunda vez na história numa semifinal de Olimpíada. Em 1968, na Cidade do México, o país disputou a medalha de bronze, mas perdeu para o Japão e ficou sem medalha.

Foi bem: Santos

O camisa 1 da seleção olímpica pouco trabalhou durante a partida, mas teve atuação decisiva nos pênaltis, pegando a primeira cobrança dos mexicanos, que ainda perderam mais uma cobrança.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários